O festival Cidade Criativa, Cidade Feliz na visão de um empreendedor – Semana #1

por Marcos David – sócio fundador da startup Maya.

11811416_933999463325593_3264342610978940004_n

Agosto sempre foi um mês especial pra mim: dia dos pais, aniversário da mãe (muitas vezes no mesmo dia), final de férias e, como consequência, volta as aulas. Essa divertida rotina sempre se repete todos os anos, em especial, depois que saí de Barbacena pra estudar em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas. Porém, nos últimos 3 anos, a coisa mudou de figura: palestras e mais palestras, eventos gastronômicos, festival de música, peças de teatros, e uma infinidade de outras atividades culturais e intelectuais – exclusividade até então de um seleto grupo de capitais brasileiras e estrangeiras acontecendo aqui, na cidadezinha que eu escolhi pra morar e estudar.

Meu mês de agosto passou a ser ainda mais intenso com tantas atividades acontecendo. Sinto uma grande necessidade de criar um dispositivo de clonagem instantânea pra poder participar de todas as atividades que ficam disponíveis no Festival Cidade Criativa, Cidade Feliz. Dispositivo este que faria muito sucesso, pois a frase “queria ser dois” é a que mais escuto na cidade durante este mês.

No evento de pré-lançamento do festival, em maio, eu já fiquei super animado. Tive a oportunidade de assistir uma das melhores palestras que vi nos últimos tempos, com o Adriano Silva, do Projeto Draft, falando sobre economia criativa, assunto ao qual tenho dedicado boas horas de estudo. Me lembro de estar com meus 2 sócios, Edson e Paulo na palestra e de no final ao sairmos e entrarmos no carro de um deles, estávamos em estado de êxtase, olhando um pra cara do outro, como se disséssemos um para o outro que deveríamos seguir em frente com o projeto, pois não estávamos viajando tanto quanto pensávamos, pois os modelos de negócio e as tendências apresentadas pelo Adriano eram totalmente alinhadas com nosso proposito para a empresa que nesse momento ainda estava no papel.

mdavid01

Já nessa última semana, em que a terceira edição realmente começou, eu tive um choque ao ver como o festival, que nos últimos dois anos me entreteve e abriu minha cabeça para várias coisas, tinha literalmente me aglutinado para dentro, onde agora estou envolvido em uma série de eventos e ações, me fazendo sentir ainda mais parte do ecossistema pelo qual tenho tanto apreço.

Ver a galera do grafite, incluindo um ex-colega da faculdade, transformar um prédio abandonado em uma obra de arte colaborativa a céu aberto, foi sensacional. Ainda mais pelo prédio ficar próximo da minha casa, e ser um local onde sempre estou tomando cerveja ou passeando com meu cachorro. Isso tudo em um super sabadão, ao meu ver, anunciando a semana que estava por vir.

mdavid02

A semana, então, começou, e pra mim, nada normal. Os trabalhos na empresa começando a se intensificar e aquela velha sensação de construir o dispositivo de clonagem voltando à tona, logo que vejo na programação a palestra de Inovação no agronegócio, área que tenho muito interesse. Mas que vou ter que deixar para uma futura oportunidade, devido aos compromissos.

No dia seguinte, um encontro entre colegas estava anunciado: o Summit de Inovação para o qual tive a honra de ser convidado para falar de coisas que adoro, como empreendedorismo, inovação e tecnologia. O evento começou com uma fala do Rogério Abranches, que além de ser o gestor do núcleo de empreendedorismo do Inatel, onde minha startup está incubada, é um cara que admiro bastante. O colega Gabriel Reynard, criador da rede social Ela Ele, um cara com quem eu já havia trocado várias ideias pelos corredores do Inatel, abriu o bate-papo com uma apresentação muito legal sobre Growth Hacking. De lá, pude tirar várias ideias de como fazer o marketing da empresa sem gastar muito, com técnicas simples. E ainda fez uma coisa simples e super bacana que foi disponibilizar o link para download de sua apresentação http://bit.ly/Download-Summit-Inatel . Depois, o Vinicius Soares, gerente de produtos da Leucotron e professor do Inatel Business School, apresentou um tipo de desenvolvimento de produto muito legal, envolvendo serviços agregados. Abriu bastante a minha mente para as possibilidades de serviços web existentes que podemos usar para facilitar a vida de nossos clientes. Logo depois, foi minha vez, e apesar do nervosismo, correu tudo bem. Várias pessoas gostaram e vieram conversar no pós evento sobre as ideias que apresentei sobre modelos de negócios aplicáveis ao momento atual da economia. O evento finalizou com a Mariah Bernardes, que apresentou a trajetória da sua recém criada empresa que, desde sementinha, já faz sucesso, e a qual tive a oportunidade de estar na banca de jurados que aprovou o projeto dela para entrar na incubadora.

O auge da semana ainda estava por vir… Palestra com Murilo Gun, sobre criatividade. Fanzão do cara, eu não poderia perder. Até me inscrevi como voluntário para ajudar na recepção das quase 800 pessoas esperadas para a palestra. Não era pra menos. O cara vem se tornando um ícone no brasil e no mundo ao disseminar as ideias que ele tem sobre criatividade, inovação e educação. A palestra foi fantástica e no final eu e um dos meus sócios, Edson, ainda fomos tietar o cara com direito a pitch de 20 segundos da nossa startup. Saiu melhor que a encomenda…

mdavid03

Estes foram os eventos que consegui acompanhar. Mas houve muita coisa, como um show contando a história da Bossa Nova, para mais de 600 crianças de escolas públicas, um seminário sobre Economia Criativa, peças de teatro, intervenções urbanas, e muitas outras coisas que não me recordo mais.

E vamos caminhando para a próxima semana, que começa com mais um super evento, com palestra do Daniel Bachieri, criador do streetmusicmap, que estou ansioso para conhecer. E também mais um dos evento que estou ajudando a organizar junto com meus amigos: o Startup Z, voltado para os jovens de 11 a 15 anos que querem transformar a realidade deles criando uma empresa. #empoderandojovens Este evento vai fechar a semana com a palestra sensacional do Davi Braga, um molequinho de 14 anos que já ganhou 100k com seu aplicativo List It. Vai ser fod* …

Até a próxima!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>